quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

Emitir CND Estadual de Minas Geral



Emitir Certidão Negativa de Débitos da Receita Estadual de Minas Gerais

A Receita Estadual de Minas Gerais disponibiliza via internet a emissão de Certidão Negativa de Débitos – CND para contribuintes Pessoa Física e Pessoa Jurídica que possuem ou não inscrição no referido órgão fazendário.

Para emitir a CND de Minas Gerais, também conhecida como CDT, é necessário ter o número do CNPJ (no caso de pessoa jurídica), ou CPF (no caso de pessoa física) ou ainda o número da Inscrição Estadual - IE cadastrada no citado órgão.

Ao abrir a página para emitir CND de Minas Gerais, o usuário deve selecionar o tipo de inscrição (CNPJ, CPF ou IE), preencher a inscrição selecionada, digitar os caracteres anti-robo e confirmar a solicitação de emissão da CDT, ou seja, CND.

Para emitir a CND MG clique aqui ou acesse o link:


Emitir CND Estadual de São Paulo



Emitir Certidão Negativa de Débitos do Estado de São Paulo

A Receita Estadual do estado de São Paulo possibilita ao usuário emitir a Certidão Negativa de Débitos – CND para os contribuintes Pessoa Física e Pessoa Jurídica.

Pra Emitir a CND Estadual de São Paulo, é necessário ter em mãos o CPF ou CNPJ do contribuinte para o qual deseja emitir a CND Estadual de SP.

A página pode ser acessada de qualquer dispositivo, smartphone, tablet ou PC (computador). Ao solicitar a emissão da CND Estadual de São Paulo, será exigido que o usuário digite os caracteres anti-robô, os quais são exibido na própria tela de emissão da CND de São Paulo.

Para emitir a CND Estadual de São Paulo clique aqui ou acesse o link abaixo:





segunda-feira, 16 de novembro de 2015

Emitir Segunda Via do CCIR

Emitir a Segunda via do CCIR - Incra

O Certificado de Cadastro de Imóvel Rural – CCIR pode ter a segunda via emitida a qualquer momento pela internet, desde que o imóvel esteja com cadastro atualizado.


Para emitir a segunda via do CCIR é necessário ter em mãos e preencher o Código do Imóvel Rural, UF sede do imóvel, município da sede, informar se o titular do imóvel é pessoa física ou pessoa jurídica, no caso de pessoa física, preencher com o número do CPF do titular, no caso de pessoa jurídica, preencher com o CNPJ do titular.

Para emitir a segunda via do CCIR clique aqui ou em:



ou acesse diretamente o link:

https://sncr.serpro.gov.br/ccir/emissao;jsessionid=h1hHVMIWP6sv9c1aGzWxny2h.ccir1?windowId=186

quinta-feira, 3 de setembro de 2015

Consulta Restituição IRFP 2015

Receita Federal disponibiliza consulta de restituição do Imposto de Renda Pessoa Física


Anualmente, mais de 20 milhões de declarações do Imposto de Renda Pessoa Física são enviadas para a Receita Federal do Brasil de forma eletrônica, podendo ser através de computador, smartphone ou tablet.

Muito dos declarantes, ao preencher sua declaração anual de ajuste e calcular o imposto devido, observa-se que pagou mais do que realmente deveria ter pagado de IRPF. Fato este porque em alguns casos, a fonte pagadora, geralmente pessoas jurídicas (empresas) faz a retenção do imposto no ato do pagamento e em seguida, as empresas fazem o pagamento do imposto retido para a Receita Federal através do Documento de Arrecadação de Receitas Federais.

Encontra-se disponível no site da Receita Federal do Brasil a consulta para saber se o declarante já recebeu ou ainda vai receber a restituição do Imposto de Renda 2015 e até mesmo de anos anteriores.
Para consultar a restituição do IRPF 2015 ou de anos anteriores acesse o link a seguir:


ou clique aqui para 



quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Emitir Relatórios de Pendências GFIP GPS



Consultar e emitir relatórios de divergências apuradas em GFIP e GPS

 

Com a unificação das certidões da Receita Federal (RFB), Procuradoria Geral da Fazenda Nacional (PGFN) e do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS), fica cada vez mais comum deparar com pendências previdenciárias ao tentar emitir uma CND.

Ao emitir o Relatório Complementar de Situação Fiscal relativo às pendências previdenciárias, são exibidos valores de débitos e/ou divergências nos valores das guias de GPS recolhidos a menor ou não recolhidos, o que facilita a identificação e posterior regularização da pendência.

Quando várias pendências geram um processo de cobrança, seja na RFB ou na PGFN, os valores dos respectivos processos não são apresentados, sendo necessário fazer a consulta de cada um dos processos, os quais são apresentados no Relatório Complementar de Situação Fiscal emitido através do e-CAC.

Veja como consultar os processos citados no Relatório Complementar de Situação Fsical
As pendências podem ser Intimação para Pagamento – IP e/ou Débito Confessado em GFIP – LDCG/DCG.

No caso da Intimação para Pagamento – IP podem ser emitidos os relatórios:

  • ·         RELCRED - Relatório de Apropriação de Créditos do Contribuinte; e/ou
  • ·         RELDETDIV - Detalhamento das Dívidas Apuradas.

Para Débito Confessado em GFIP, podem ser emitidos os relatórios:

  • ·         CAPA – Capa do Débito
  • ·         RELCRED – Relatório de Apropriação de Créditos do Contribuinte
  • ·         CORESP – Co-Responsáveis
  • ·         FLD – Fundamentos Legais do Débito
  • ·         RELDETDIV – Detalhamento das Divergências Apuradas

Para Consultar os referidos processos, acesse o link:  

Ou clique em Emitir para visualizar os relatórios.

quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Certidão INSS



Certidão Conjunta RFB, PGFN e INSS 

 

Por meio da Portaria MF 358, de 5 de Setembro de 2014, a partir de 20 de Outubro de 2014, a certidão negativa de débitos referente às contribuições previdenciárias será unificada com a certidão conjunta negativa de débitos emitida pela Receita Federal do Brasil e Procuradoria Geral da Fazenda Nacional.

Dessa forma, deixa de existir a certidão do INSS, que referia-se apenas a débitos previdenciários. Será emitida apenas uma certidão negativa de débitos que será relativa aos débitos administrados pela Receita Federal do Brasil -RFB, pela Procuradoria Geral da Fazenda Nacional - PGFN e pelo Instituto Nacional de Seguridade Social – INSS.

Com essa alteração, uma nova certidão poderá ser emitida a qualquer momento, independentemente se já houver ou não uma CND dentro do prazo de validade.

Para gerar a CND Conjunta RFB, PGFN e INSS clique aqui ou clique em Emitir.

Emitir 

Pendências na emissão da CND? Existem processos de cobrança que impedem a emissão da CND previdenciária? Saiba como consultar pendências relacionadas GFIP e GPS clicando aqui.

quinta-feira, 4 de setembro de 2014

Emitir CNDT



Emitir Certidão Negativa de Débitos Trabalhistas - CNDT

Por determinação da Lei 12.440/2011 e Resolução Administrativa TST 1470/2011 a Justiça do Trabalho emite a Certidão Negativa de Débitos Trabalhistas – CNDT, a qual é indispensável para que empresas participem de licitações públicas.

Para que fosse possível a expedição das CNDTs, foi criado o Banco Nacional de Devedores Trabalhistas – BNDT, o qual é centralizado no Tribunal Superior do Trabalho que recebe informações de todos os 24 Tribunais Regionais do Trabalho no Brasil. Em seu banco de dados, contam pessoas físicas e jurídicas que possuem execução trabalhista definitiva (débitos de INSS, FGTS, Multas Trabalhistas, etc.).

Para emitir a CNDT basta ter em mãos o número do CNPJ ou CPF. Com o CNPJ ou CPF, basta preencher o campo CNPJ/CPF, digitar a sequência anti robô e clicar em “Emitir Certidão”. Logo em seguida aparecerá a opção de salvar a Certidão de Débitos Trabalhistas em arquivo no formato PDF.

Emitir a CNDT

Clique aqui para emitir a CNDT ou acesse diretamente o link do Tribunal Superior do Trabalho: